Música

Publicado em 29/05/2014

Orquestra Sinfônica do Colorado libera uso de maconha na platéia

O estado norte-americano do Colorado já fez mais de 50 milhões de dólares em três meses com a regulamentação do consumo e da venda de canábis. Por aqui é possível acompanhar os registros de vendas e taxação mês a mês.  Ao contrário do que apontam as perspectivas proibicionistas, no mesmo período os crimes violentos registraram queda de 5,6%, enquanto os roubos e crimes contra propriedades caíram 11,9%.

E já tem muita gente embarcando na “onda verde”. Um deles é a Orquestra Sinfônica do Colorado, que pensou numa jogada de mestre para superar o desafio de renovar as plateias: uma série de concertos em que será permitido fumar maconha no teatro. Mais que isso, a tour batizada de “Classically Cannabis: The High Note Series” instiga o espectador a consumir a erva. O diretor da orquestra afirmou ao jornal Denver Post que o objetivo é incentivar a criação de um público mais jovem nos concertos de música erudita.

Na página oficial, a orquestra explica que não será vendida maconha no concerto e que os riscos de fumar a erva durante os espetáculos são de cada um, indicando que informações médicas sobre o uso da planta estão disponíveis no site do governo do estado do Colorado.  Para fumar um baseado, é apenas necessário ter mais de 21 anos e levar sua própria maconha. É recomendado, ainda, que os espectadores evitem dirigir chapados e optem pelo transporte público no dia do concerto.

Fonte






Back to Top ↑