Policial

Publicado em 05/05/2016

Nome de rede Wifi em tom ameaçador gera pânico entre passageiros de avião

Houve princípio de pânico em um voo da empresa aérea australiana Qantas no sábado. Uma passageira, ao usar o sistema de conexão Wi-Fi de bordo do voo QF481, de Melbourne para Perth, identificou uma rede sem fio de nome “Mobile Detonation Device” e avisou à atendente do voo. Em tempo, a tradução do referido nome do inglês é “Dispositivo de Detonação Móvel”.

De acordo com o “West Australian”, o voo ficou parado na pista durante duas horas. O comandante, pelo sistema de altofalantes, informou aos passageiros do ocorrido e avisou que o celular que estava oferecendo o hotspot suspeito precisava ser localizado antes que a aeronave decolasse.

“O piloto nos disse o nome da rede Wi-Fi suspeita e começou uma inquietação geral na cabine. Ele falou que não decolaria enquanto o celular ameaçador não fosse entregue a ele”, disse um dos passageiros.

Depois de meia hora de impasse, ninguém apareceu com o tal celular. As autoridades avaliaram que o sinal Wi-Fi era bastante forte e que o dispositivo responsável poderia estar localizado no terminal de passageiros e não no avião.

Alguns passageiros não engoliram a explicação e decidiram desembarcar, o que causou mais atraso, já que suas bagagens tiveram que ser retiradas do aparelho.

Fonte: O Globo






Back to Top ↑