Saúde

Publicado em 01/03/2018

Ministro do Zimbábue reclama que camisinhas feitas por empresa chinesa são pequenas demais

O ministro da Saúde do Zimbábue reclamou, durante conferência sobre HIV na capital do país, Harare, na semana passada, que camisinhas fabricadas na China são muito pequenas para os homens zimbabuanos.

“Os jovens têm agora um preservativo favorito, mas nõs não o fabricamos. Nós o importamos da China. E os homens estão reclamando que o tamanho é muito pequeno”, disse David Parirenyatwa, segundo o site “New Zimbabwe”.

O país africano tem uma das mais altas incidências de HIV no mundo. O governo pedirá que o fabricante produza camisinhas maiores ou que outra empresa se apresente com modelos mais adaptados aos usuários africanos.

O Zimbábue tem 1,3 milhão de infectados com o vírus da Aids, de acordo com dados de 2016.

Fonte: PNF Extra






Back to Top ↑