Ciência

Publicado em 08/09/2017

Maconha pode retardar locomoção de espermatozoides e fazer eles “correrem em círculos”

A maconha, ilegal no Brasil, há anos é objeto de estudo no mundo inteiro e alvo de polêmicas.

Pois, agora, um novo trabalho revela que a droga tem impacto na fertilidade masculina. De acordo com estudo recente da Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá, ela pode influenciar negativamente não só na contagem de esperma, como também na função espermática das células reprodutivas masculinas.

Aparentemente, a droga faz com que eles nadem em círculos – ao invés de atingirem seu principal objetivo.

O mesmo efeito relaxante que a maconha tem sobre o corpo também teria nos espermatozoides. De acordo com Victor Chow, professor clínico da universidade, o consumo da erva afeta sua mobilidade espermática. Uma das razões pelas quais há um efeito tão imediato na fertilidade masculina, Chow explicou, é porque “o esperma é uma célula que gira muito rapidamente”.

Isso significa que, enquanto as mulheres nascem com todos os ovos, os homens produzem novos espermatozoides todos os dias.

De acordo com ele, é improvável que o consumo ocasional da erva cause muito mal, mas alertou que “definitivamente afetará a qualidade do esperma”.

Fonte: Veja






Back to Top ↑