Policial

Publicado em 06/09/2016

Jovem é preso após jogar Pokemon GO dentro de igreja na Rússia

O russo Ruslan Sokolovsky, 22 anos, foi preso e ficará detido por dois meses depois de publicar um vídeo no YouTube jogando Pokémon GO em uma catedral histórica do país, na cidade de Ecaterimburgo.

O ato foi realizado em protesto depois de um anúncio oficial do Estado afirmando que usuários do aplicativo poderiam ser presos caso jogassem em igrejas, por conta das leis rigorosas do país contra blasfêmia.

De acordo com o porta-voz da Igreja Ortodoxa Russa, Vladimir Legoyda, o motivo da prisão não foi o simples fato de jogar, mas sim o tom provocativo que o rapaz utilizou em seu vídeo.

“Está claro que o Sr. Sokolovsky não era um passageiro casual, que em um acesso de paixão entrou no templo para jogar, mas sim um jovem blogueiro conhecido da cidade, que trabalha no estilo de Charlie Hebdo”, disse Legoyda, fazendo referência ao jornal satírico francês que ganhou notoriedade após ser alvo de um atentado terrorista em janeiro de 2015.

No entanto, nem todos concordam com esta visão. Jaroslav Nilov, chefe do comitê de assuntos religiosos da Duma Estatal, diz que a prisão foi desnecessária e ainda não está provado que Sokolovsky violou a lei.

“Em minha opinião, capturar Pokémon não é um insulto à religião, porque é simplesmente o uso de um aplicativo de celular dentro de uma construção religiosa”, concluiu.

Fonte:






Back to Top ↑