Arte

Publicado em 27/06/2015

Homem encontra quadro de Picasso avaliado em R$ 500 milhões em seu sótão

Um valioso Picasso guardado por 55 anos e um caso de amor entre um soldado russo e uma adolescente escocesa no auge da Guerra Fria parecem algo saído de um filme de Hollywood. No entanto, esta é a verdade secreta sobre o passado de Dominic Currie, de Methil, Fife, no Reino Unido, que ele acabou descobrindo ao limpar seu sótão.

O homem de 58 anos afirma que a pintura, que se acredita ter sido feita por Pablo Picasso, foi dada à sua mãe, Annette, depois que ela ficou grávida dele, aos 19 anos, quando ela estava de férias na Polônia e se apaixonou por um soldado russo chamado Nicolai Vladimirovich.

Como a família não conseguiria viver junta, o pai de Currie deu a Annette a pintura para que ela vendesse e pudesse sustentar o menino. No entanto, sem entender de arte, Annette teria guardado o presente e apenas contado a história, que o filho cresceu achando que não passava de fantasia, até que encontrou uma maleta no sótão, que por pouco não foi para o lixo.

“Minha mãe nunca foi bem informada sobre arte. Ela não discutia nada disso, tanto quanto eu sei. O nome de Picasso teria passado despercebido para ela”, disse. Currie ainda revelou que talvez o seu pai tenha explicado a ela o real valor da obra. “Minha mãe deve ter pensado que esta é a coisa mais feia que ela já havia visto”, acrescentou. Annette e Nikolai até tentaram manter um relacionamento à distância, mas após o romance com a cortina de ferro fracassar, a mulher conheceu outro homem e se casou em 1960.

Agora, Currie aguarda uma avaliação para saber se o quadro, que estima valer R$ 500 milhões, é verdadeiro. “Se a pintura for genuína, meu pai, obviamente, queria cuidar de mim e da minha mãe também. Por isso, eu adoraria apertar sua mão e conhecê-lo.”

Fonte: POP






Back to Top ↑