Sociedade

Publicado em 04/08/2017

Grupo extremista confunde ônibus vazio com mulheres usando burca

“O que vocês acham disto?”, perguntava um participante do grupo do Facebook norueguês Fredelandet Viktigst (“a pátria primeiro”), que é contra a imigração e conta com mais de 13.000 membros.

Na foto se viam seis silhuetas escuras em um ônibus. “Trágico”, respondeu um, “Assustador. Não é possível saber se são homens ou mulheres (…) ou se portam armas e bombas”, dizia outro. “Achava que isso seria assim no ano 2050, mas está ocorrendo AGORA”, acrescenta um outro.

No entanto, na foto não se veem seis mulheres cobertas com burca, como essas pessoas acreditam: são assentos vazios de um ônibus.

O usuário que publicou a imagem, Johan Slåttavik, afirma que fez isso de brincadeira: “Estava pensando na diferença entre a crítica legítima à imigração na Europa e o racismo cego e a xenofobia.

Queria mostrar essas diferenças, algo que acho que consegui ao fazer essa piada e observar as reações”, afirma em declarações publicadas pelo órgão da mídia norueguesa Nettavisen.

Na realidade, como explica The Washington Post, a publicação viralizou quando foi compartilhada no Facebook por Sindre Beyer, um publicitário norueguês: “O que acontece quando se publica uma foto de um ônibus vazio em um grupo asqueroso do Facebook e quase todos acreditam ver um monte de burcas?”.

Mas alguns dos membros do grupo se dão conta: “São bancos vazios de ônibus, mas dá medo”, comenta uma participante. “Vê-se que não há ninguém sentado”, acrescenta outro. Mas em seguida surgem novas mensagens alarmistas: “Não deveria ser legal”, “teria esperado o próximo ônibus”, “sacos de lixo sentadas”

Fonte: El País






Back to Top ↑