Saúde

Publicado em 02/12/2015

Garota com rara alergia a Wi-fi é encontrada morta em escola no Reino Unido

A menina inglesa, Jenny Fry, de 15 anos, morreu por causa de alergia ao Wi-Fi. Segundo os pais, ela sofria de hipersensividade elétrica e teve sérios problemas de saúde. A família tirou a internet de casa, mas na escola a jovem não tinha outra opção.

A mãe, Debra, afirma que ela tinha dores de cabeça extremamente fortes, além de se sentir muito cansada e ter complicações na vesícula e na bexiga. Depois de sofrer muito com as consequências da alergia, a menina foi encontrada morta na escola.

Debra ainda conta que Jenny frequentemente precisava ir para casa porque não se sentia bem, e que tinha lugares específicos em que podia se sentar para assistir às aulas, porque precisava ficar o mais distante possível do roteador do ambiente.

— Eu acho que o Wi-Fi matou minha filha. Ela não podia deixar de ir, mas estava sempre na coordenação porque não conseguia ficar em algumas salas de aula.

De acordo com a mãe, sempre que a menina ficava longe dos roteadores sua saúde melhorava inexplicavelmente.

— Ela ficava procurando “pontos seguros” na escola, onde ela poderia sentar e estudar sem se sentir mal.

Apesar da alegação dos pais, a polícia ainda investiga as causas da morte.

Fonte: R7






Back to Top ↑