Geral

Publicado em 08/04/2013

Funcionária inventa morte da família inteira para faltar ao trabalho

São comuns as histórias de pessoas que inventam que um parente distante ou até o avô e a avó “bateram as botas” para poder faltar na escola ou no trabalho. Mas uma funcionária do serviço social da cidade britânica de Solihull abusou da boa vontade e foi desmascarada.

Em pouco menos de dois anos, Rachel Miles tirou 66 dias de folga remunerada, todos por causa de mortes de parentes. Na cara de pau, Rachel “matou” o pai, a mãe, um irmão, um tio, uma tia e um ex-marido.

Desconfiados de tanta tragédia, seus chefes abriram um inquérito e descobriram que era tudo mentira. Antes que pudesse ser demitida, Rachel pediu as contas. De acordo com o jornal “The Mirror”, a mulher não compareceu a uma recente audiência alegando que estava doente. No entanto, ela disse estar disposta a devolver o dinheiro das folgas.

Fonte: Portal Pop






Back to Top ↑