Saúde

Publicado em 01/08/2014

Após voltar de Moçambique, mulher é internada em Goiânia com suspeita de ebola

Uma mulher está internada no Hospital de Doenças Tropicais Dr. Anuar Auad (HDT), em Goiânia, com suspeita remota de infecção pelo vírus ebola. De acordo com a assessoria de comunicação da unidade de saúde, ela deu entrada na manhã desta sexta-feira (1º/8), após ter viajado para Moçambique, no continente africano, durante 10 dias.

Apesar do país africano não ser foco de surto de ebola, a paciente foi orientada a procurar um serviço de saúde especializado caso apresentasse algum sintoma suspeito. Há três dias no Brasil, a paciente apresentou sintomas como febre e diarreia.

O hospital está tomando as medidas necessárias e informou o caso à Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estadual de Saúde de Goiás. A paciente apresenta quadro geral bom e estável, sem risco de morte, e está passando por exames.

A paciente está internada em isolamento e passa por exames no início da tarde desta sexta-feira. Segundo nota oficial do HDT, a mulher está há três dias no Brasil .

A África é o continente que sofre o pior surto da doença já registrado, com mais 729 mortos até a manhã desta sexta-feira. Segundo a Organização Mundial da Saúde, o ebola é um dos vírus mais letais do mundo e mata 90% dos contaminados.

A Secretaria Municipal de Saúde de Londrina (PR) investigou na última quinta-feira (31/7) a suspeita de vírus ebola em uma paciente angolana de 46 anos que havia procurado o Pronto-Atendimento da cidade.

A angolana veio ao Brasil para a formatura do filho e apresentava um quadro de saúde que gerou a suspeita. No final da tarde desta quinta, após o resultado de alguns exames realizados foi detectado pneumonia e anemia e a suspeita foi descartada.

Fonte: Correio Braziliense






Back to Top ↑